Notice: Trying to get property of non-object in /home/memindigenas/public_html/wp-content/themes/modelo-base/functions.php on line 166
José Tavares de Arró Kanamari – Os Brasis e suas Memorias

biografia

José Tavares de Arró Kanamari

Autor(es): Varney da Silva Tavares Kanamary
Biografado: José Tavares de Arró Kanamari
Morte: 2019
Povo indígena: Ticuna, Kanamary
Estado: Amazonas
Categorias:Estado, Amazonas, Biografia, Etnias, Ticuna
Tags:, , ,

Varney da Silva Tavares Kanamary[1]

Vou contar a história sobre uma liderança indígena Kanamari que se chamava José Tavares de Arró Kanamari, que lutou para proteger suas terras e seu povo. O povo Kanamari surgiu no rio Juruá onde ocorreram muitos conflitos com os seringueiros que trabalhavam na região. Hoje o rio Juruá é mais conhecido Eirunepé, área que foi tomada pelos brancos e antes de ser tomada do povo indígena Kanamari era conhecida como KADYOH TYAITUNIM na dominação dos Kanamari, como significado de Kanamari, o povo considera como nada e sim como “TUKUNA”, que significa a gente, e como representação tem os seu cantos dentre um deles tem o Ramih, Pidah, Kohana, Haihai.

No tempo que os indígenas habitavam o rio Juruá surgiram dois povos ao mesmo tempo, que foram os Kanamari e os Kulina Madeham, ocorrendo muitas mortes desses povos no comando dos brancos, com isso a metade dos povos Kanamari se mudaram para o rio Itaquaí e com tudo isso os Kanamari se dividiram, habitando em outros lugares como o Vale do Javari, Matwitik, Kanamari do médio rio Juruá, dentre outros locais.

No período da borracha havia muitos conflitos com os brancos e os povos indígenas, havendo mortes, explorações, etc. Logo depois desses conflitos houve um acordo entre os “patrões dos seringais” e os indígenas. O acordo se tratava de cada um respeitar seus limites. Seu José foi um dos principais defensores das terras indígenas e principalmente de sua aldeia. Ele lutou diariamente por seus direitos. Depois de tudo isso, no ano de 1972, a FUNAI chegou para atuar no melhoramento dos problemas territoriais no rio Itaquaí, amenizando os conflitos pela terra, madeira, pesca, contrabando de caça (animais) – em todos esses problemas de demarcação.

Todo esse período foi marcado por massacres de madeireiros contra os povos indígenas, a entrada de pessoas que que influenciaram nesses conflitos. Escolhendo meu avô e por eu saber dessa história bem, podendo relatar ela com firmeza. E a obtenção de mais informações sobre essa história as pessoas podem encontrar no CTI. José Tavares de Arró Kanamari morreu no dia 05 de janeiro de 2019.

Notas


[1] Meu nome é Varney da Silva Tavares Kanamary, sou do Vale do Javari (terra indígena), tenho 29 anos e sou da etnia Kanamri. Sou vice coordenador da UNIVAJA (União dos Povos Indígenas do Vale do Javari) e durante três anos trabalhei também como presidente da associação AKAVAJA (Associação dos Kanamari do Vale do Javari). Logo depois trabalhei na Saúde indígena (SESAI). Minha família moram na aldeia São Luís no médio Javari.

baixar
biografia